negócios

Os segmentos mais promissores para pequenos negócios em 2020

Retomada da economia e expectativa de safra recorde devem beneficiar as empresas voltadas ao atendimento do mercado interno

A expectativa de crescimento de 2,5% da economia brasileira em 2020, somada à projeção de uma safra recorde no setor agrícola, deve favorecer diretamente as micro e pequenas empresas (MPE) do país, que estão voltados majoritariamente ao mercado interno. O otimismo é maior para as micro e pequenas empresas que atuam no setor de serviços, para os negócios voltados ao atendimento das necessidades básicas da população, para o segmento da construção, bem como os pequenos negócios que atuam no setor do agronegócio. Essas são as conclusões do estudo “Negócios Promissores em 2020” realizado pelo Sebrae a partir do cruzamento e análise de um conjunto de dados do FMI, Banco Central e Ministério da Economia.

No setor de Serviços, de acordo com o estudo, as expectativas são positivas para os pequenos negócios de serviços pessoais, serviços prestados às empresas, na área da saúde, educação e transporte. Nos segmentos que atendem às necessidades básicas da população, continuam em alta as empresas que atuam no comércio de alimentos e de alimentação fora do lar (restaurantes e marmitas). Já na construção civil, as MPE de edificações, manutenção, comércio de material de construção e serviços especializados têm boas perspectivas de crescimento. Por fim, no segmento do agronegócio, o Sebrae aponta a possibilidade de um bom ano para os pequenos produtores rurais que atuam no comércio de cidades próximas às áreas de intensa produção agropecuária e no setor de máquinas e equipamentos.

Segundo o presidente do Sebrae, Carlos Melles, havia uma expectativa - em 2019 - de que houvesse uma recuperação mais forte da economia, que acabou não se confirmando. Assim, acabaram prevalecendo, segundo Melles, os pequenos negócios com um perfil mais voltado à manutenção e reparação de bens. “Agora, em 2020, com a retomada da economia e o aumento da confiança de consumidores e empresas, estamos caminhando para o fortalecimento dos negócios mais voltados ao atendimento do consumo de bens e serviços associados às necessidades básicas da população, como: gastos com alimentação, moradia, restaurantes e serviços pessoais”, comenta o presidente do Sebrae.

QUEM GANHA COM O CENÁRIO GLOBAL E NACIONAL
• Serviços pessoais (cabelereiro, manicure, estética e beleza)
• Serviços prestados às empresas (administração, vendas, serv. jurídicos e org. de feiras)
• Serviços de saúde, educação e transporte (cuidadores, clínicas, ensino superior, treinamento e transporte carga/passageiro)
• Serviços de informática e comunicação (serv. internet, desenvolvimento de programas, reparação de equipamentos de comunicação)
• Bens e serviços voltados para o atendimento das necessidades básicas da população (comércio de alimentos, serv. pratos prontos)
• Construção (manutenção/reparação de moradias, edificações, comércio de material de construção e serviços especializados)
• Produtores rurais (p.ex. milho, soja e algodão) e atividades de apoio à agropecuária
• Pequeno comércio do interior, próximo às grandes áreas produtoras da agropecuária
• MPE que exportam para os EUA e Leste

Principais informações do Relatório
• Produto Mundial deve crescer 3,4% a.a. (Fonte: FMI)
• PIB brasileiro deve crescer 2,5% a.a. (Fonte: FMI)
• Juros baixos, inflação e câmbio com tendência de estabilização (Fonte: Boletim Focus)
• Melhora paulatina na Taxa de Desocupação e no rendimento médio real do trabalhador (projeções Sebrae)
• Safra agrícola recorde em 2020 (Fonte: Conab/M.A.)

Fonte: Pequenas Empresas & Grandes Negócios | Imagem destacada: Reprodução

Blog BBG

Acesse nosso BLOG e leia todas as matérias publicadas em nosso site.
Marketplace Lending

O que é Marketplace Lending e como ele pode crescer em 2020?

Veja como o marketplace lending garante melhores condições para empréstimos de empresas

Muitos empreendedores não possuem capital suficiente para sustentarem seus projetos e, por isso, recorrem a empréstimos. No Brasil, os empréstimos para empresas foram facilitados após a chegada do conceito de marketing lending ao país.

O grande número de startups que surgiram no Brasil nos últimos anos se deve a esse tipo de empréstimo. O marketplace lending é o meio responsável por conectar empreendedores a investidores. Isso é importantíssimo para tirar do papel, projetos geniais e soluções inovadoras.

O que é Marketplace Lending?

Traduzindo para o português, marketplace lending significa “empréstimos de marketplace”. As plataformas marketplace ficaram muito conhecidas no Brasil, quando as grandes marcas e lojas de departamento começaram a vender produtos de empresas menores em seus sites.

Esse é o conceito básico do marketplace, uma plataforma on-line que pode conectar pessoas a produtos. No caso da categoria de marketplace lending, essas plataformas conectam empreendedores a investidores.

E, no mundo, esse tipo de negócio já é responsável por uma boa parcela dos investimentos em empresas. Segundo a FinTech Global, investidores aportaram cerca de US$ 9 bilhões em 233 empresas em 2017, por meio das plataformas de marketplace lending.

Esse conceito visa ajudar o crescimento das startups no mercado. Na lista de investidores podem ser encontrados empreendedores, rentistas e até mesmo bancos tradicionais.

Como funcionam as transações no marketplace lending?

Quando uma empresa recorre a um empréstimo em um banco tradicional, ela encontra diversas dificuldades: taxas exorbitantes de juros, uma grande burocracia, entre outros empecilhos para receber o crédito necessário para o negócio.

As plataformas de marketplace lending oferecem opções mais simples e baratas, bom crédito e excelente custo-benefício. Esse é o principal motivo do crescimento dessas plataformas no Brasil.

Assim, você pode solicitar um montante de crédito por meio da plataforma, e ainda negociar as taxas, prazos e condições de pagamento. Também é importante deixar o maior número de detalhes possível no projeto para atrair mais investidores e captar crédito mais rapidamente.

Os investidores que possuírem acesso à plataforma, podem acompanhar todas as informações sobre as empresas solicitantes de empréstimos. Essas plataformas dão um panorama completo do negócio, mostrando os possíveis riscos e a taxa de retorno do capital a ser investido.

Como o marketplace lending pode crescer no Brasil em 2020?

O marketplace lending é uma modalidade de empréstimo que visa acelerar o desenvolvimento de projetos. Conectar investidores a empreendedores não é uma tarefa fácil, pois as operações incluem muitos riscos, no entanto, são bastante vantajosas para ambos os lados.

Variedade de segmentos e de perfis de investidores

Diferentemente de outros modelos, os empréstimos de marketplace podem ser feitos para qualquer tipo de empresa. No Brasil, é possível investir em pequenas, médias e grandes empresas. Dependendo da plataforma, ainda é possível ofertar crédito para MEIs (microempreendedores individuais).

Outro fator importante para o crescimento é a diversidade no perfil de investidores. Afinal, nem sempre estamos lidando com bancos, ou seja, os investidores podem ser pessoas físicas interessadas em usar seu dinheiro em projetos audaciosos.

Menos burocracia e negociação ampla

Uma das características desse tipo de negócio é que ele facilita as negociações e são menos burocráticos. Esses fatores são difíceis de serem encontrados em outras modalidades de empréstimos para empresas no Brasil.

Essas facilidades são bastante importantes para empresas e investidores. As plataformas garantem a segurança nas negociações, avaliando todos os seus riscos, deixando bem claro as taxas e o aporte envolvido em cada negociação.

O marketplace lending tem tudo para crescer no Brasil em 2020. A expectativa é que surjam mais plataformas, e que assim como aconteceu com as fintechs, até mesmo bancos tradicionais criem seus próprios marketplaces para oferecerem essa modalidade de empréstimo, como já aconteceu em outros países.

Fonte: Beach & Co | Imagem: Pixabay

Blog BBG

Acesse nosso BLOG e leia todas as matérias publicadas em nosso site.