e-Social

e-Social será extinto e substituído por outro sistema em 2020

Segundo Ministério da Economia, sistema atual do e-Social será simplificado até setembro. O novo passa a valer no próximo ano

 

Fonte: O Globo | Imagem: Reprodução

Blog BBG

Acesse nosso BLOG e leia todas as matérias publicadas em nosso site.
Bitcoin

Bitcoin supera US$ 10 mil pela primeira vez desde março de 2018

Criptomoeda permanece, no entanto, abaixo de seu recorde absoluto de quase US$ 20 mil, registrado em dezembro de 2017

O preço do bitcoin, a primeira e principal criptomoeda, era negociado nesta segunda-feira acima dos US$ 10 mil por unidade, o que não acontecia pela primeira vez desde março de 2018.

Durante a noite, a cotação da moeda virtual chegou a US$ 11.251,21 por um bitcoin, o nível mais elevado em quase 16 meses, de acordo com a agência financeira Bloomberg.

O bitcoin superou a barreira simbólica dos 10.000 dólares no sábado, de acordo com o site especializado Coinmarketcap.

Na manhã desta segunda-feira, um bitcoin valia US$ 10.862,05, de acordo com dados compilados pela Bloomberg. A criptomoeda permanece, no entanto, abaixo de seu recorde absoluto de 19.511 dólares, registrado em dezembro de 2017.

"O aumento do preço do bitcoin se deve principalmente ao renovado interesse global pelas criptomoedas e pela tecnologia que as sustenta", afirmou Naeem Aslam, analista do Think Markets.

Ele afirmou que o projeto Libra do Facebook "trouxe ventos favoráveis mais que necessários para este meio". Na semana passada, a rede social americana anunciou oficialmente seu projeto de criptomoeda, que tem lançamento previsto para o início de 2020.

Analistas consideram que o fato de uma empresa como o Facebook entrar no setor devolve à visibilidade aos ativos virtuais.

 

Fonte: G1 | Imagem: Pixabay

Blog BBG

Acesse nosso BLOG e leia todas as matérias publicadas em nosso site.
cidades

As dez cidades mais inovadoras do mundo

Consultoria lista os 10 principais polos de inovação do planeta; São Paulo é incluída em grupo de "emergentes"

São muitas as cidades que apostam no desenvolvimento da chamada “economia de inovação”, não apenas como forma de estimular o ambiente de negócios, mas também para valorizar seus imóveis. De olho nesta tendência, a consultoria imobiliária Jones Lang LaSalle (JLL) estabeleceu dois rankings e elegeu as 10 cidades mais inovadoras e as 10 com maior potencial de inovação do mundo.

Para identificar os polos mais inovadores do planeta, a JLL analisou 100 grandes centros urbanos em busca de ecossistemas de inovação consistentes - e também em talentos capazes de impulsionar o desenvolvimento de uma economia dinâmica orientada para o futuro. Entre os fatores analisados pela consultoria estavam investimentos em indústrias de tecnologia, atração de capital e busca por patentes, além de dados demográficos e níveis de escolaridade e empregabilidade da população.

São Francisco lidera o ranking das mais inovadoras. No Top 10, um dos destaques vai para Pequim, que gerou a maioria dos unicórnios fora do Vale do Silício e é o terceiro maior destino para financiamento de capital de risco do mundo. Na Europa, chama a atenção o quarteto Munique, Berlim, Amsterdã e Estocolmo, todos considerados celeiros de tecnologia - Berlim é considerada por muitos como o hotspot para nômades digitais de toda a Europa.

A Austrália é representada por duas cidades. Segundo os pesquisadores, Sidney e Melbourne chamam a atenção pelo estilo de vida que, combinado com uma infra-estrutura universitária robusta, dá respaldo para que elas se tornem cidades-modelo  em um futuro próximo.

A única cidade brasileira citada na pesquisa é São Paulo. Ela faz parte do grupo chamado de “emergentes”, que reúne candidatos com um desempenho relativamente forte em inovação, mas atrasado em talentos.

Onde está a inovação

10 cidades mais inovadoras do mundo

1. São Francisco
2. Tóquio
3. Cingapura
4. Pequim
5. Londres
6. San Jose
7. Paris
8. Nova York
9. Boston
10. Seul

10 cidades com maior talento inovador do mundo

1. Londres
2. São Francisco
3. Washignton
4. San Jose
5. Seattle
6. Boston
7. Sidney
8. Paris
9. Oslo
10. Melbourne

 

Fonte: Época Negócios | Imagem: Pixabay

Blog BBG

Acesse nosso BLOG e leia todas as matérias publicadas em nosso site.
Meu INSS

Governo muda forma de inscrição de trabalhadores no portal Meu INSS

Entre os serviços que podem ser consultados no portal meu INSS estão a simulação do tempo de contribuição, salário-maternidade, extrato de IR, entre outros

O cadastramento de segurados da Previdência Social no portal Meu INSS sofreu alterações. Agora, o login é feito por meio do site acesso.gov.br. A mudança faz parte da intenção do governo federal de unificar portais e sites institucionais, com o objetivo de facilitar a busca por serviços públicos na internet.

Leia também: Aprovação do governo Bolsonaro no mercado cai de 28% a 14% em maio, diz XP

Ao acessar o portal acesso.gov.br, o interessado em se cadastrar no Meu INSS precisa informar nome e CPF (campos obrigatórios), além de endereço de e-mail e número de telefone (informações opcionais, mas que podem ajudar em caso de necessidade de recuperação da senha). Durante o processo de inscrição, o cidadão terá que confirmar o nome da mãe, assim como seu dia e seu mês de nascimento.

Leia também:

De acordo com o INSS, terminada esta etapa, o interessado recebe um código de validação enviado por SMS (torpedo) ou um link por e-mail. A partir daí, pode cadastrar sua senha de acesso para utilização do Meu INSS.

Outra opção de acesso ao portal é acessar sites dos bancos Banco do Brasil, Banrisul, Bradesco, Caixa Econômica Federal, Itaú, Mercantil do Brasil, Santander, Sicoob e Sicredi, a fim de obter uma senha inicial. As agências do INSS também oferecem esse serviço. Mais informações podem ser obtidas pela central de atendimento telefônico 135.

Leia também: "Não acho que seja sacrifício trabalhar até os 65 anos", diz relator da reforma

Conheça os serviços que podem ser realizados pelo Meu INSS:

  1. Aposentadoria por idade
  2. Salário-maternidade
  3. Simulação de tempo de contribuição
  4. Agendamentos e consultas de pedidos
  5. Extrato CNIS
  6. Extrato de pagamento de benefício
  7. Extrato de empréstimo
  8. Extrato de Imposto de Renda
  9. Carta de Concessão de Benefício
  10. Agendamento de perícia médica
  11. Declaração de benefício
  12. Consultar a revisão do artigo 29
  13. Declaração de Regularidade de Contribuinte Individual
  14. Alterar dados básicos de contato

 

Fonte: Brasil Econômico | Imagem: Marcos Corrêa/PR

Blog BBG

Acesse nosso BLOG e leia todas as matérias publicadas em nosso site.
empregos formais

Brasil cria 173 mil empregos formais, no melhor resultado para fevereiro em cinco anos

Maior saldo de vagas (112.412) aconteceu no setor de serviços. No primeiro bimestre, dados oficiais apontam para abertura de 211.474 empregos com carteira assinada

A economia brasileira gerou 173.139 empregos formais (com carteira assinada) em fevereiro deste ano, segundo números do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged) divulgados nesta segunda-feira (25) pelo Ministério da Economia.

O saldo positivo é a diferença entre as contratações (1.453.284) e as de demissões (1.280.145) no período.

Trata-se do melhor resultado para meses de fevereiro desde 2014, quando foram criados 260.823 empregos formais. É o melhor saldo para esse mês em cinco anos.

Após três anos seguidos de demissões, a economia brasileira voltou a gerar empregos com carteira assinada em 2018, quando foram abertas 529.554 vagas formais, de acordo com dados oficiais.

Resultado 'expressivo'

O secretário-especial de Previdência e Trabalho do Ministério da Economia, Rogério Marinho, avaliou que o número da geração de empregos formais em fevereiro foi "bastante expressivo", ficando bem acima do que o mercado financeiro estimava (ao redor de 82 mil vagas criadas).

"É uma demonstração de que as mudanças propostas na economia, com flexibilização, desburocratização, retirada de entraves e uma visão mais liberal, passam confiança à economia real, no sentido de retomar o processo de contratações", declarou ele.

Marinho acrescentou que a expectativa da área econômica do governo é de que essa "pegada" na criação de vagas com carteira assinada seja mantida. Ele lembrou que o equilíbrio nas contas públicas, meta perseguida pelo governo, vai favorecer a geração de empregos.

"A pauta mais importante do governo é o equilíbrio fiscal, representado pela reforma da Previdência, que hoje é uma pauta de todo o país. Do Executivo, do Legislativo e do Judiciário", concluiu.

Primeiro bimestre

Os números oficiais do governo mostram também que, nos dois primeiros meses deste ano, foram criados 211.474 empregos com carteira assinada.

Já nos últimos 12 meses, segundo o Ministério do Trabalho, foi registrada a criação de 575.226 postos de trabalho formais.

Com o resultado de fevereiro, o estoque de empregos estava, no final daquele mês, em 38.622 milhões de vagas, contra 38.047 milhões no mesmo mês de 2018.

Por setores

Os números do governo revelam que, em fevereiro, houve abertura de vagas em sete dos oito setores da economia. O maior número de empregos criados aconteceu no setor de serviços. Já a agropecuária foi o único setor que mais demitiu do que contratou.

  • Indústria de Transformação: +33.472
  • Serviços: +112.412
  • Agropecuária: -3.077
  • Construção Civil: +11.097
  • Extrativa Mineral: +985
  • Comércio: +5.990
  • Administração Pública: +11.395
  • Serviços Industriais de Utilidade Pública: +865

Dados regionais

Segundo o governo, houve criação de vagas formais, ou seja, com carteira assinada, em quatro das cinco regiões do país em fevereiro deste ano.

  • Sudeste +101.649
  • Sul: +66.021
  • Centro-Oeste: +14.316
  • Norte: + 3.594
  • Nordeste: - 12.441

O governo informou ainda que, das 27 unidades federativas, 20 tiveram saldo positivo (criação de empregos formais) em fevereiro deste ano.

Os maiores saldos positivos de emprego ocorreram em São Paulo (+62.339), Minas Gerais (+26.016) e Santa Catarina (+25.304 vagas).

Os maiores volumes de demissões foram registrados em Pernambuco (-12.396), Alagoas (-2.255) e Rio Grande do Norte (-2.249).

Trabalho intermitente

Segundo o Ministério do Trabalho, foram realizadas 8.299 admissões e 3.953 desligamentos na modalidade de trabalho intermitente em fevereiro deste ano. Com isso, houve um saldo positivo de 4.346 empregos no período.

O trabalho intermitente ocorre esporadicamente, em dias alternados ou por algumas horas, e é remunerado por período trabalhado.

Foram registradas ainda, no mês passado, 8.518 admissões em regime de trabalho parcial e 5.114 desligamentos, gerando saldo positivo de 3.404 empregos.

Salário médio de admissão

O governo também informou que o salário médio de admissão foi de R$ 1.559,08 em fevereiro. Em termos reais (após a correção pela inflação), houve alta de 0,06%, ou R$ 0,89, no salário de admissão, na comparação com o mesmo mês de 2018.

Em relação a janeiro de 2019, porém, houve uma queda real de 4,13%, ou de R$ 67,13, no salário médio de admissão, informou o Ministério da Economia.

Fonte: G1 | Imagem: Reprodução

Blog BBG

Acesse nosso BLOG e leia todas as matérias publicadas em nosso site.
Consumidor limpar nome

Boa Vista SCPC faz campanha para consumidor limpar nome em 5 estados do país

Quem estiver com CPF negativado poderá renegociar dívidas

Boa Vista SCPC realiza, nos meses de novembro e dezembro, uma campanha para que os consumidores com dívidas em atraso possam limpar o nome e voltar a obter crédito. A iniciativa acontece em 70 cidades de cinco estados do país (veja ao final desta reportagem a lista de cidades participantes).

O consumidor pode verificar gratuitamente, pela página da entidade na internet, a situação do seu CPF (clique aqui para verificar). Quem estiver com o documento negativado, pode comparecer a um dos locais disponíveis para fazer a renegociação das dívidas.

Segundo Lola de Oliveira, diretora de Marketing e Produtos da Boa Vista, ao longo de sete anos, a campanha “Acertando suas Contas” já atendeu mais de 920 mil famílias, gerou mais de 388 mil renegociações de dívidas e contou com a participação de mais de 700 empresas.

A campanha acontece em datas distintas em cada local. Clique aqui para verificar as datas em cada local.

Serasa faz feirão online

Desde o início do mês e até 1º de dezembro, a Serasa também realiza seu Feirão Limpa Nome, uma versão online do serviço de renegociação de dívidas. Segundo a Serasa, os consumidores que estão com pagamentos em atraso podem conseguir descontos de até 95% para regularizar sua situação no feirão, além de prazos maiores de pagamento.

Para participar, é preciso acessar o site do Feirão Limpa Nome. Após fazer seu cadastro de seu CPF, o consumidor pode verificar se há dívidas em atraso em seu nome. Se houver pendências, o usuário verá as ofertas de acordo que pode fazer para renegociação de suas dívidas. Em alguns casos, já há ofertas pré-estabelecidas com opção para emitir boleto bancário.

Cidades participantes

São Paulo

  • Campinas
  • Capivari
  • Jaú
  • Holambra
  • Promissão
  • Mogi Guaçu
  • Taubaté
  • Salesópolis
  • Rio Claro
  • Itaí
  • Caçapava
  • Paranapanema
  • Tremembé
  • Iracemápolis
  • Lorena
  • Teodoro Sampaio
  • Ourinhos
  • Santo Antonio de Posse
  • Santa Isabel
  • Santa Bárbara d’Oeste
  • Piracicaba
  • Artur Nogueira
  • Leme

Minas Gerais

  • Pouso Alegre
  • Santa Rita do Sapucaí
  • Campos Gerais

Mato Grosso do Sul

  • Bataguassu
  • Mato Grosso
  • Apiacás
  • Arenápolis
  • Aripuanã
  • Cáceres
  • Campo Novo do Parecis
  • Campo Verde
  • Campos de Júlio
  • Canarana
  • Cocalinho
  • Cuiabá
  • Diamantino
  • Dom Aquino
  • Gaúcha do Norte
  • Guiratinga
  • Itaúba
  • Juara
  • Juína
  • Juscimeira
  • Marcelândia
  • Matupá
  • Nova Guarita
  • Nova Mutum
  • Nova Ubiratã
  • Novo Horizonte do Norte
  • Paranatinga
  • Pedra Preta
  • Peixoto de Azevedo
  • Pontes e Lacerda
  • Porto dos Gaúchos
  • Primavera do Leste
  • Querência
  • Rosário Oeste
  • São José do Rio Claro
  • Sapezal
  • Sinop
  • Tabaporã
  • Tapurah
  • Terra Nova do Norte
  • Várzea Grande

Alagoas

  • Maceió

Fonte: G1 | Imagem: Shutterstock

Blog BBG

Acesse nosso BLOG e leia todas as matérias publicadas em nosso site.
Ministério da Economia

Ministério da Economia unificará Fazenda, Planejamento e Indústria, diz Paulo Guedes

Futuro ministro da área econômica se reuniu com o presidente eleito Jair Bolsonaro nesta terça (30). Na semana passada, Bolsonaro disse que deixaria de unir pastas da Indústria e da Fazenda

Anunciado como futuro ministro da área econômica, Paulo Guedes informou nesta terça-feira (30) que o governo unificará as pastas da Fazenda, do Planejamento e da Indústria e Comércio Exterior.

Paulo Guedes deu a informação em uma entrevista coletiva após participar de uma reunião no Rio de Janeiro com o presidente eleito, Jair Bolsonaro. O deputado Onyx Lorenzoni (DEM-RS), anunciado como futuro ministro da Casa Civil, também participou da entrevista.

"O Ministério da Indústria e Comércio já está com a economia. O Ministério da Economia vai ter Fazenda, Planejamento e Indústria e Comércio", declarou Paulo Guedes nesta quarta-feira.

"A razão da Indústria e do Comércio estar próximo da Economia é para justamente existir uma mesma orientação econômica em tudo isso. Não adianta a turma da receita ir baixando os impostos devagar se a turma da indústria e comércio abrir muito rápido. Isso tudo tem que ser sincronizado. Uma orientação única", acrescentou.

"Está havendo uma desindustrialização há mais de 30 anos. Nós vamos salvar a indústria brasileira apesar dos industriais brasileiros", disse.

Inicialmente, no plano de governo, Bolsonaro já havia informado que unificaria Fazenda, Planejamento e Indústria.

Mas, na semana passada, disse em uma transmissão no Facebook que, atendendo a pedidos de empresários, não uniria as três pastas.

"O Ministério de Indústria e Comércio acabou se transformando numa trincheira da Primeira Guerra Mundial. Eles estão lá com arame farpado, lama, na trincheira, buraco, defendendo às vezes protecionismo, subsídios, desonerações setoriais. Coisas que prejudicam a indústria brasileira. Em vez de lutar por redução de impostos, simplificação de impostos e uma integração competitiva na economia internacional", afirmou Paulo Guedes.

Em nota, a Confederação Nacional da Indústria (CNI) criticou a decisão do governo, afirmando que a medida vai contra a tendência mundial.

Atualmente, existem 29 ministérios. Bolsonaro disse, ainda durante a campanha, que reduzirá o número para 15, unindo algumas pastas.

Equipe de transição do Governo tem urgência em votar a reforma da Previdência

Equipe de transição do Governo tem urgência em votar a reforma da Previdência

Reforma da Previdência

O futuro governo quer cortar gastos e colocou na lista de urgências a reforma no modelo de previdência.

Atualmente, existe uma proposta em tramintação na Câmara dos Deputados. Ela já foi discutida e o texto está pronto para votação. A proposta altera a idade mínima para aposentadoria, que passa a ser 65 anos para homens e 62 para mulheres. A proposta também iguala as regras para servidores públicos e do setor privado, além de outras mudanças.

Paulo Guedes falou em votação da reforma ainda neste ano, mas com mudanças mais abrangentes. Ele defende a introdução gradual de um novo modelo, de capitalização, em que cada trabalhador contribui para pagar a própria aposentadoria no futuro.

"Nós vamos criar uma nova previdência com o regime de capitalização. Mas existe uma previdência antiga que tá aí. Então, além de um novo regime trabalhista previdenciário que nós deveremos criar para as futuras gerações, nós temos que consertar essa que está aí", afirmou Paulo Guedes.

Indicações para o governo

Mais cedo, nesta terça-feira, Gustavo Bebianno, dirigente do PSL e uma das pessoas mais próximas a Bolsonaro, informou sem entrar em detalhes que "a gente" já tem "mais ou menos" os nomes de metade dos ministros.

Além de Paulo Guedes (Economia) e Onyx (Casa Civil), Bolsonaro já anunciou o general Augusto Heleno para o Ministério da Defesa.

Além disso, o astronauta Marcos Pontes informou ter aceito um convite do presidente eleito para assumir o Ministério da Ciência e Tecnologia.

Responsável pelos processos da Operação Lava Jato em primeira instância, o juiz Sérgio Moro divulgou uma nota nesta terça-feira na qual disse que, se convidado por Bolsonaro para o Ministério da Justiça ou indicado pelo presidente eleito para o Supremo Tribunal Federal, irá "refletir" sobre o tema.

Cenário econômico

Na opinião do futuro ministro da área econômica, o Brasil vive um momento de "desindustrialização acelerada" há 30 anos porque os impostos e os juros são "muito altos".

Por isso, acrescentou, o objetivo do governo é retomar o crescimento da indústria, baixando juros e aprovando reformas.

"É evidente que não vamos fazer uma abertura abrupta da economia para fragilizar a indústria brasileira. Ao contrário, nós vamos retomar o crescimento da indústria brasileira. Nós vamos justamente retomar o crescimento da indústria brasileira garantindo juros baixos, com as reformas fiscais, garantindo a desburocratização", declarou Guedes

Fonte: G1

Blog BBG

Acesse nosso BLOG e leia todas as matérias publicadas em nosso site.
expectativa da inflação

Mercado eleva expectativa da inflação para 4,40%, indica Boletim Focus

Pesquisa do Banco Central com as principais instituições financeiras do País também indicou uma pequena retração na expectativa do PIB para 1,34%

Fonte: Brasil Econômico | Imagem: Shutterstock

Blog BBG

Acesse nosso BLOG e leia todas as matérias publicadas em nosso site.
corrida eleitoral

Bolsonaro lidera corrida eleitoral com 28,2% seguido por Haddad com 17,6%, diz pesquisa CNT/MDA

Corrida Eleitoral

Fonte: Reuters | Imagem: Reuters

Blog BBG

Acesse nosso BLOG e leia todas as matérias publicadas em nosso site.
Empresas pela internet

Projeto agiliza abertura e fechamento de empresas pela internet

Projeto agiliza abertura e fechamento de empresas pela internet

Em reunião na quarta-feira (5), a Comissão de Ciência, Tecnologia, Inovação, Comunicação e Informática (CCT) deverá analisar o Projeto de Lei do Senado (PLS 145/2018), que busca simplificar os processos de abertura e fechamento de empresas pela internet. A reunião tem início às 9h, na sala 7 da ala Alexandre Costa.

Fonte: Money Times  | Imagem: Pixabay

Blog BBG

Acesse nosso BLOG e leia todas as matérias publicadas em nosso site.